o intangível

27jul12

Estou sempre entrando nas casa das pessoas, invadindo, sentindo seus cheiros ou a falta deles, observando seus bons e maus gostos, me surpreendendo ou ficando cansada de tanta mesmice. E tento decifrar o que traz tantas sensações diferentes, onde está a chave para um lugar acolhedor, porque aqui é melhor do que lá.

Li no Fantastic Frank isso aqui:

“Somos mais afetados pela luz e cores, sons e estruturas do que por uma cadeira de design.”

É isso, viva o bom design, mas só ele não basta!

Olhe abaixo, uma pecinha vintage aqui, outra ali, um sofá de veludo, uma colcha bacana… são projetos de profissionais, bem estudados, bem planejados, mas o design tá escondidinho, não rouba a cena.

Eu gosto.



No Responses Yet to “o intangível”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: