referências

26abr10

Pra quem tá vivo toda informação pode ser aproveitada, um filme, um livro, viagens, uma cor, uma música… e comigo não é diferente, tô viva né? Dentre todas estas referências duas calam fundo na minha alma.  Minas Gerais, de onde eu vim e, pasmem, a Dinamarca, onde eu nunca fui.

Eu explico, é fácil.

O design dinamarquês (veja este post do decoeuracao) esteve na minha vida desde pequena, mesmo sem eu saber. A casa dos meus pais sempre foi uma casa limpa, sem excessos. Beleza aqui sempre andou junto com simplicidade. Nada muito caro, não são consumistas. Mas sempre houve preocupação com o senso estético. Minha mãe estilista, meu pai engenheiro. Não fui fazer arquitetura à toa, e então descobri a Escola Klint.

Até aí tudo bem, mas eis que com Ouro Preto tão pertinho, um marido com família de lá, uma tia formidável que vive no sul de minas e uma avó que fritava um ovo como nunca mais comi, veio junto aquele desejo de juntar coisas, memórias, afetos… e deu no que deu.

fotos via: overmundo, mulher sapo



No Responses Yet to “referências”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: